‘Todas as alternativas estão na mesa’, diz Bolsonaro sobre nova CPMF

O presidente Jair Bolsonaro reacendeu, nesta 2ª feira (16.dez.2019), a possibilidade de recriação de 1 imposto sobre transações financeiras nos moldes da antiga CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras). “Todas as alternativas estão na mesa”, disse ao ser questionado sobre o assunto.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

Bolsonaro, no entanto, afirmou que não pretende criar nenhum novo tributo “a não ser que seja para excluir outros”. Ele acrescentou que, “assim mesmo”, colocaria a proposta junto à sociedade “para ver qual a reação” e, então, decidir se “leva à frente ou não”.

“Tenho falado para o Paulo Guedes usar a palavra ‘simplificação de impostos’ e focar nos impostos federais”, disse Bolsonaro aos jornalistas depois de encontrar o ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura).

O presidente ainda falou que não sabe se a proposta será anunciada neste ano. “Está com o Paulo Guedes. Ele que é o dono da máquina nesse sentido”, afirmou.

Em setembro, o então secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, foi exonerado depois de uma sequência de desentendimentos públicos por causa de seu posicionamento favorável a 1 tributo semelhante à extinta CPMF. Ele se indispôs, inclusive, com Bolsonaro.