Aos 92 anos, morre o artista pernambucano Francisco Brennand

TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDOImagem de arquivo do artista na Oficina Cerâmica Francisco Brennand, em Recife

O artista Francisco Brennand morreu nesta quinta-feira (19) no Real Hospital Português, em Recife. Ele estava internado há 10 dias por conta de uma infecção nas vias respiratórias.

O velório foi organizado na Capela Imaculada Conceição, no interior da Oficina Cerâmica que leva seu nome na capital pernambucana.

Quem foi Francisco Brennand

Brennand foi um dos maiores artistas da história de Pernambucano. Ceramista, desenhista e também tapeceiro e gravador, o recifense começou os trabalhos nos anos 1940, dedicando-se inicialmente à pintura e, depois, à escultura por influência de Picasso, Miró e Léger.

Entre 1958 e 1999, realizou painéis e murais de cerâmica no Brasil e EUA. Ele criou, em 1971, a oficina que leva seu nome em uma antiga fábrica de cerâmica abandonada que pertencia à família, nas cercanias do Recife. O local logo se tornou um dos mais conhecidos pontos turísticos da cidade.

*Com Estadão Conteúdo