Todo imposto sobre intermediação financeira tem impacto, diz Campos Neto

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que “todo imposto que tem intermediação financeira tem impacto”. A fala foi feita 1 dia depois de o ministro Paulo Guedes (Economia) citar a possibilidade de tributar pagamentos digitais.

Campos Neto disse, em entrevista à imprensa, que não tem acompanhado o plano fiscal do Ministério da Economia e que não irá comentar o assunto. Ele afirmou que cabe à pasta responder sobre o tema.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

Guedes disse que quer criar uma base tributária ampla para reduzir os encargos tributários do setor produtivo com a finalidade de desonerar as empresas e permitir mais empregos.

Campos Neto afirmou que tecnologias como pagamentos instantâneos e o open banking, que começarão a sair do papel em 2020, vão aumentar o volume de transações. Isso permitiria, consequentemente, uma base tributável maior e maior arrecadação, caso o imposto seja criado.

As duas tecnologias permitem facilidade de pagamentos e transações, que poderiam ser efetuadas 24 horas por dia e durante os 7 dias da semana. O ex-secretário da Receita, Marcos Cintra, pediu demissão do cargo depois ter defendido 1 imposto sobre transações financeiras.

Congressistas reagiram à tentativa e associaram o tributo à antiga CPMF (Contribuição Provisória de Movimentação Financeira), extinta em 2007.