Justiça mantém condenação do motorista de Cristiano Araújo pela morte do cantor

Reprodução/InstagramRonaldo Miranda, motorista de Cristiano Araújo, foi condenado pela morte do cantor

A Primeira Turma do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) manteve a condenação do motorista Ronaldo Miranda pelo homicídio culposo, quando não há intenção de matar, do cantor Cristiano Araújo e da namorada, Allana Morais. Eles morreram em 2015 em um acidente de carro na cidade de Morrinhos, em Goiás.

Miranda foi condenado a dois anos e sete meses de detenção em regime aberto. A pena foi convertida em serviços comunitários, e ele ainda teve de pagar uma multa de R$ 25 mil.

A defesa do motorista entrou com um recurso pedindo que ele fosse inocentado, mas o TJ-GO entendeu que Ronaldo era culpado e manteve a condenação. Segundo investigações da polícia, ele dirigia o carro acima da velocidade máxima permitida e com as rodas danificadas. As vítimas ainda estavam sem cinto de segurança.

O acidente que vitimou Cristiano Araújo e Allana Morais aconteceu na madrugada de 24 de julho de 2015. Eles estavam voltando de um show na cidade de Itumbiara, em Goiás, quando o veículo saiu da pista e capotou. Além dos dois e do motorista Ronaldo Miranda, também estava no carro o empresário do sertanejo, Vitor Leonardo, que sofreu ferimentos leves.