EUA e Canadá sugerem que avião com 176 a bordo foi abatido por míssil iraniano

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse nesta 5ª feira (9.jan.2020) ter “diversas fontes” que sugerem que o avião ucraniano que caiu na 3ª feira (7.jan.2020) em Teerã, matando 176 pessoas, foi atingido por 1 míssil iraniano.

“Esta nova informação reforça a necessidade de uma investigação completa sobre o assunto”, afirmou o premiê.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

O Canadá foi o país com o 2º maior número de vítimas no voo 752 que decolou de Teerã. Dos 176 mortos no queda, 63 eram canadenses. Apenas o Irã teve mais vítimas fatais.

Oficias norte-americanos endossam a teoria de que a aeronave foi abatida por 1 artefato lançado por iranianos.

Um vídeo amador obtido pelo jornal New York Times mostra o que seria 1 míssil de superfície atingir o avião ucraniano.

À revista Newsweek, militares de Washignton e do Iraque afirmaram que a aeronave causou o acionamento do sistema antimísseis de Teerã “provavelmente por acidente”.

Depois da notícia da Newsweek, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez 1 pronunciamento a repórteres na Casa Branca e disse que tinha “suspeitas” sobre a queda do Boeing 737 da Ukraine International Airlines.

“Estava voando em 1 bairro bastante hostil e alguém poderia ter cometido 1 erro”, declarou o mandatário norte-americano.

Irã se defende

Autoridades iranianas negaram que o avião tenha sido abatido por 1 míssil a partir do território do país. Segundo oficiais locais, é “cientificamente impossível” que o sistema antimísseis de Teerã tenha sido o responsável pela queda do avião.

O Exército do Irã alega que a altura em que a aeronave voava, de 8.000 pés, tornaria o míssil incapaz de atingir o alvo. Contudo, o Irã possui mísseis de fabricação russa capazes de abater alvos a cerca de 20.000 pés. De acordo com a imprensa norte-americana, o que atingiu o avião do leste europeu foi fabricado na Rússia.