Embaixador britânico nega participação em manifestações contra Teerã

O embaixador do Reino Unido no Irã, Rob Macaire, cuja detenção em Teerã foi denunciada por Londres, negou ter participado de qualquer manifestação contra as autoridades, como anunciou a imprensa iraniana.

“Posso confirmar que não participei de qualquer manifestação”, disse Macaire no Twitter.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

“Fui a 1 evento anunciado como uma vigília pelas vítimas da tragédia [do voo] #PS752″ da Ukraine International Airlines, abatido na  4ª feira (8.jan.2020) perto de Teerã, disse Macaire.

De acordo com ele, saiu do local 5 minutos depois quando algumas pessoas começaram a lançar slogans contra as autoridades iranianas.

Nesse sábado (11.jan.2020), Teerã assumiu a responsabilidade pela tragédia, na qual 176 pessoas morreram e que provocou uma onda de indignação no Irã, depois de ter negado várias vezes a tese de que o avião teria sido atingido por um míssil.

É “normal querer prestar uma homenagem”, escreveu Macaire, levando em conta que “algumas vítimas eram britânicas”.

Ontem à noite, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, anunciou que Macaire tinha sido detido, mas não deu mais detalhes. “A detenção do nosso embaixador em Teerã, sem fundamento ou explicação, é uma violação flagrante da legislação internacional”, declarou Raab.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, o embaixador foi detido por ter supostamente “incitado” manifestantes em Teerã, que demonstravam a sua raiva depois da catástrofe com elevado número de vítimas iranianas.

O embaixador foi libertado uma hora depois de ser detido.


*Com informações da Agência Brasil e da Emissora Pública de televisão de Portugal