Barrado em evento, apoiador entrega carta a Bolsonaro para anular licitação

Eram 11h09 quando o presidente Jair Bolsonaro chegou à Associação Comercial do Distrito Federal, em Brasília, para falar em 1 evento de seu novo partido, o Aliança pelo Brasil. Entrou no auditório, as portas se fecharam logo atrás e não se abriram mais até que ele saísse. Por isso, Roberto Botaro, 75 anos, não pôde acompanhar o que disse o chefe de Estado. Na saída, contudo, conseguiu esticar a mão por entre segurança e câmeras de TV para entregar ao próprio Bolsonaro uma carta de próprio punho na qual pedia que ele anulasse a licitação para a venda de 1 parque na região do entorno do Distrito Federal.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

O homem de cabelos grisalhos e roupa social aguardou por cerca de uma hora do lado de fora da sala onde o evento acontecia. Sob a justificativa de superlotação do auditório, vários jornalistas também ficaram para fora. Roberto até falou com 1 dos 4 seguranças que estavam na porta barrando a entrada, mas sem sucesso.

No pedaço de papel, uma folha de caderno arrancada, ele chamava a atenção do presidente para o problema da região da Octogonal/Cruzeiro/Sudoeste, de onde ele é presidente da associação de moradores.

“Presidente Bolsonaro, a comunidade Octogonal/Cruzeiro/Sudoeste pede sua ajuda para que a concorrência pública SPU 004/2019 seja anulada. Trata-se do leilão do terreno do parque octogonal.” Depois ele assina, coloca seu telefone e faz uma brincadeira. “Em homenagem ao Jair da Rosa Pinto, que vi jogar no Palmeiras.”

Mateus Maia/Poder360 – 18.jan.2020

Roberto Botaro contou ao Poder360 que é apoiador de Bolsonaro e da criação do Aliança pelo Brasil. Disse que tem esperanças de ver seu pedido atendido: “O presidente é muito sensível aos pedidos sérios que chegam às mãos dele.”

A licitação citada por Botaro foi publicada no Diário Oficial em 22 de novembro de 2019 e está marcada para acontecer em 30 de janeiro. Ela põe à venda, com lance mínimo de R$ 252 milhões, o terreno de 64.949m² de área total onde fica o parque Octogonal.

Moradores da comunidade da região Octogonal Sul, Cruzeiro e Sudoeste apresentaram ao governo do Distrito Federal 1 pedido formal para adoção de permuta entre terrenos com o objetivo de preservar a área. Eles alegam que a área já é usada como 1 parque local, inclusive, com plantio de 383 mudas de árvores nativas do cerrado pelas próprias pessoas. O terreno, contudo, é de propriedade da União.

Representados por Botaro na carta entregue ao mandatário do país, outras quase 6.000 pessoas se posicionaram de modo favorável ao parque local por meio de abaixo-assinado.

A comunidade realiza intervenções na área por intermédio da associação para mantê-la como 1 espaço de convivência, lazer e saúde ambiental pública. Durante o período de estiagem foi organizado 1 grupo de regadores das mudas, existe, ainda, 1 grupo dos zeladores do Parque para mantê-lo limpo, explicam os moradores em material preparado para divulgar a situação à imprensa.

De volta à antessala do evento do novo partido presidencial, que tenta se viabilizar a tempo das eleições municipais de 2020, 1 cartaz pendurado na parede anuncia o próximo evento na tentativa de impedir a venda do parque Octogonal. Ilustrado com uma foto de pessoas se abraçando diz: “Abraço ao parque Octogonal. Nós vamos. Domingo (26/01) às 9h30”.

Mateus Maia/Poder360 – 18.jan.2020